Livro:

Só os peixes

Edição:

-

Cidade:

Rio de Janeiro

Editora:

Confraria do Vento

Ano:

2015

Página(s):

16

Há um desejo
De imersão das águas
Adentrando narinas

Um treinamento
Pelo não desespero de
Afogar-se

Desejo da palavra aquática
Da palavra amniótica
Da palavra silenciosa
Dos peixes

Não um coração batendo
Que os assuste.

(em “Só, com peixes”. Rio de Janeiro: Confraria do Vento, 2015. p. 16)*

Outras poesias do mesmo autor(a):

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *