tudo claro
ainda não era o dia
era apenas o raio

Outras poesias do mesmo autor(a):

Sem Budismo

Poema que é bom acaba zero a zero. Acaba com. Não como eu quero. Começa sem. Com, digamos, certo verso, veneno de letra, bolero.

Leia a Poesia »

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *