Livro:

A descoberta do munndo: crônicas

Edição:

-

Cidade:

-

Editora:

-

Ano:

-

Páginas:

373

Mas há a vida que é para ser intensamente vivida, há o amor. Que tem que ser vivido até a última gota. Sem nenhum medo. Não mata.

Outras poesias do mesmo autor(a):

*

Se tudo existe é porque sou. Mas por que esse mal estar? É porque não estou vivendo do único modo que existe para cada

Leia a Poesia »

*

Nasci dura, heróica, solitária e em pé. E encontrei meu contraponto na paisagem sem pitoresco e sem beleza. A feiúra é o meu estandarte

Leia a Poesia »