Mistérios Noturnos – Mario Quintana

Mistérios Noturnos

No silêncio das noites soluçam as almas pelas torneiras das pias.

Mario Quintana )
(Poema publicado originalmente no livro Da preguiça como método de trabalho, digitado e conferido por mim mesmo, retirado de Poesia Completa – Rio de Janeiro: Nova Aguilar, 2005, p. 655)

0 resposta

  1. É muito bonito, também gosto do Mario Qintana. Mas não é um poema, é prosa poética, uma forma de poesia. Estou errado?

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *