Lucimara Reis Pinheiro Avelar

“Heterô-ni-no-nome” – Lucimara Reis Pinheiro Avelar

Embaixo do capacho, fica o rastro
Bom dia!Me arrasto
Pequenos gestos
Pequenas palavras
Reflexões?
_Pequenos reflexos
Pequenos arroubos
Soluções?
_Grandes soluços
Perdi o rastro
Perdi o faro
Presa nesse rol
Cadê o farol?
A algoz incerteza
gera, geralmente,
infinitos nós
Bússola minha
que me perdeu
Todos os eus fugiram
d’eu.

(Lucimara Reis Pinheiro Avelar)

*

Palavras peraltas

Vento
Vem
venta
Espalha
a palha
Que queima
e apaga.

Lucimara Reis Pinheiro Avelar

*

Blogs da autora:
http://www.quebra-core.blogspot.comhttp://www.eusprolixos.blogspot.com

Leia outros versos de visitantes

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *