Florêncio Caldas

Suíte inócua nº2 – Florêncio Caldas

O que que você pensa

de tudo o que nos disseram

por anos e anos

sobre o amor e tudo o mais?

Como você sente

eu e o dia em sua vida

você precisa de alguém

pra te dizer

que eu preciso de alguém

Não quero um favorzinho para o meu coração

nem quero ninguém

que me socorra dos amigos

De que adianta

você chorar seu passado

se na vida apenas trouxe

o que resto de mim

em vagos

nas vagas de seu riso

não queira me dizer

agora tudo bem

O que você pensa

desse jeito livro

de dizer a dor do mundo

ou melhor

a dor da existência

velhas flores murchas

E o verso quebrado de seu amor!

Florêncio Caldas – 29/06/2003

*

despedida

não quero mais que leias

em minha camisa

a velha frase

que dizia o quanto eu te amo

meu bem, meu bem

não mais i love you

o que nos resta

é um grito pateta

de dizer o que não se quer mais

meu bem, meu bem

de que vale ser filho da santa

se nem tudo o que buscamos

cai do céu

meu bem, meu bem

teu beijo perdeu-se na boca vermelha

da puta linda

meu bem, meu bem

digamos adeus e nada mais

Florêncio Caldas

*

meu bem

meu bem, baby

não queira enganar-se

achando que tudo é de vez

não.

veja a ponta do cigarro

deixado no cinzeiro

e a fumaça já era

meu bem, baby

não queira magoar-se

pensando que everything is beautiful

não.

e a mentira verdadeira

como fica

se tudo é nada

nessa porra de merda

meu bem, baby

não queira não queira

virgular o texto do caos

se a norma não está na moda

não.

olhe em volta de mim

veja os gritos das cores sóbrias

nos cacetes dos garotos bandidos

nas bocetas das mina putas na praia

meu bem, baby

ouça as bombas e os tremores

no leste e no oeste

o corpo nu do último estupro

no recolhimento antes de janeiro

não.

há mais que um desenho no ar

a agulha que fura fria teu olho

faz o cu apertar lascivo

indiferente ao que vem por aí

meu bem, baby

não queira acreditar

que tudo é um cristal rosa

por trás da máscara do homem

esconde-se a cicatriz.

Florêncio Caldas

Leia mais versos de visitantes

6 respostas

  1. Belos versos! Repletos de vida, sensibilidade e muita emoção, coisas que só se acham na alma de um poeta e de uma excelente pessoa humana.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *