Primeiro Morto – Drummond

Primeiro Morto – Drummond

Alberto pequeno coxo
ágil endemoniado contestador dialético,
saci que ri, óculos relumbrando
sob o circunflexo de bastas sobrancelhas
e coração ardendo de doçura
a fingir de sarcástico
– tão cedo vai Alberto: a pregar peças
em mundo novo, a amigos novos?

Carlos Drummond de Andrade )
(Digitado e conferido por mim mesmo em 22 de agosto de 2012 no livro Amar se aprende amando, 22a. edição, Rio de Janeiro: Record, 1999. p. 71)

3 respostas

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *