Simultaneidade

Simultaneidade

– Eu amo o mundo! Eu detesto o mundo! Eu creio em Deus! Deus é um absurdo! Eu vou me matar! Eu quero viver!
– Você é louco?
– Não, sou poeta.

Mario Quintana )
(poema original do livro A vaca e o hipogrifo, retirado e conferido por mim mesmo do livro Poesia Completa – Rio de Janeiro: Nova Aguilar, 2005, p. 535)

0 resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *