Oscar Niemeyer – Poema da Curva

Poema da Curva – Oscar Niemeyer

Não é o ângulo reto que me atrai, nem a linha reta, dura, inflexível, criada pelo homem. O que me atrai é a curva livre e sensual, a curva que encontro nas montanhas do meu país, no curso sinuoso dos seus rios, nas ondas do mar, no corpo da mulher preferida. De curvas é feito todo o universo, o universo curvo de Einstein.

(Niemeyer, Oscar, 2000, As Curvas do Tempo: as memórias de Oscar Niemeyer. Londres: Phaidon, ps. 169 e 70)

fonte: Wikipedia

Veja em vídeo no Youtube.

poema da curva - oscar niemeyer

A imagem acima foi retirada do blog com análise grafopsicológica do autor. Abaixo, outra imagem, deste blog.

 

poema da curva com desenhos - oscar niemeyer

0 resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *