Soneto de Aniversário – Vinícius de Moraes

Soneto de aniversário

Passem-se dias, horas, meses, anos
Amadureçam as ilusões da vida
Prossiga ela sempre dividida
Entre compensações e desenganos.

Faça-se a carne mais envilecida
Diminuam os bens, cresçam os danos
Vença o ideal de andar caminhos planos
Melhor que levar tudo de vencida.

Queira-se antes ventura que aventura
À medida que a têmpora embranquece
E fica tenra a fibra que era dura.

E eu te direi: amiga minha, esquece….
Que grande é este amor meu de criatura
Que vê envelhecer e não envelhece.

( Vinícius de Moraes )
(Poema do livro “Vinicius de Moraes – Poesia completa e prosa”, Rio de Janeiro: Nova Aguilar, p. 451.)

Deseje Feliz Aniversário com poesia! 🙂

Conheça também:

 

0 resposta

  1. Muito, muito lindo! Obrigada Fabio Rocha, pela poesia, pelo seu carinho, por mim depositado, a poesia me fez encontrar um caminho, por antes desconhecido, hoje mesmo envelhecendo, sinto-me renovada a cada dia, a cada poema que escrevo rejuvenesço. Amei Soneto de Aniversário (Viniícius de Moraes) Muita luz no seu caminho!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *