Com Espanto

Leio, com espanto, que uma senhora granfa em depoimento contra o marido, afirma que este costumava conviver com poetas…

Mario Quintana )
(Poema publicado originalmente no livro Porta Giratória, conferido e digitado por mim mesmo em 28/5/2012, retirado de Poesia Completa – Rio de Janeiro: Nova Aguilar, 2005, p. 812)

3 respostas

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *