Geração e aproveitamento de ideias em organizações

Criatividade não é importante só na poesia. Segue um resumo do belo trabalho “Programas de sugestões: elementos que estimulam a geração de ideias para a gestão da inovação nas organizações“. Estava pesquisando o tema e achei tão genial e necessário este trabalho, que resolvi resumi-lo aqui, para que talvez mais pessoas se interessem e leiam (e pensem).

De Roger Waters a Osho, diversos artistas e pensadores nos ajudam a perceber: vivemos em um mundo que reprime nossa criatividade. E desde muito cedo. Paradoxalmente, as organizações sobrevivem cada vez mais graças a ideias criativas, inovações e empreendedorismo. 97% dos executivos entrevistados no trabalho acreditam na importância dessa tríade, porém só 7 a 9% adotam processos práticos para tornar inovações realidade…

 Vantagens do estímulo a novas idéias nas organizações (por meio de programas de sugestões):

  • Criação de novos produtos, processos e serviços, aproveitando e estimulando a criatividade de seus próprios colaboradores;
  • Melhoria nas inovações: redução de custos, retrabalho e tempo
  • Melhoria nas inovações: aumento da segurança, produtividade e qualidade;
  • Em resumo, cria vantagem competitiva.

Ambiente ideal de uma organização para a geração de ideias:

  • Missão e valores acessíveis e claramente formulados;
  • Permissão e estímulo a experimentação e liberdade;
  • Investimento em desenvolvimento pessoal e profissional;
  • Política de distribuição dos lucros;
  • Técnicas para geração e divulgação massiva das ideias.

Exemplos de empresas brasileiras que já tiveram programa de sugestões relatados na literatura:

  • Volkswagen;
  • Suzano;
  • Brasilata;
  • C & A;
  • Siemens;
  • Grupo Fleury.

O trabalho se alonga em muitos outros detalhes interessantes, como classificação das inovações, cultura de inovação, liderança, motivação, gestão de ideias, gestão da inovação, ferramentas de TI, modelos para o tratamento das ideias etc.

modelo-das-5-fases

Porém, acho mais importante destacar algo que percebi em minha própria experiência profissional como administrador de empresas: a maior dificuldade desse tipo de programa é se manter, de forma contínua e constante. No início, a tendência é haver uma avalanche de sugestões. Depois de algum tempo, os colaboradores que não obtém respostas adequadas às suas ideias, acabam se desestimulando e param de contribuir. Perdendo-se esse fluxo, fica cada vez mais difícil encontrar ideias que agreguem valor expressivo à organização.

“Everything great that has ever happened to humanity since the beginning, has begun as a single thought in someone’s mind and if anyone of us is capable of such a great thought then all of us have the same capacity, capability, because we are all the same.” Yanni (grifo meu)

(Post aproveitado e atualizado aqui em meu blog sobre administração de empresas)

2 respostas

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *