contemplação

puxo os muros pra cobrir
o sono que não vem

a razão luta
sem razão

olho de fora
e já somos

contemplacao

Uma resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *