letras na tela

faço um poema
que não faço

aço de palavras sem laço
que não são eu
movidas por braços
que não são eu

lentamente
percebo a tela
os ombros tensos
a água correndo no chafariz
e eu mesmo vendo que não sou eu

letras-na-tela

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *