céu de agosto

há um poema

quando o inverno goteja menos
o sol descendo no dourado
nuvens estupefatas com a imobilidade de tudo
num silêncio frio e calmo

há um poema enorme

agosto-ceu

Uma resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *