tudo. tudo.

o peito cheio de amores vãos
pesa um batalhão de ilusões armadas…

salto de mim com paraquedas

todas as guerras são internas

rastejo entre veias e cismas

procuro problemas

sinto exatamente tudo
no maldito músculo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *