Hoje estou triste – J. G. de Araújo Jorge

Hoje estou triste – J. G. de Araújo Jorge

Amor… Hoje estou triste… Nesses dias
a vida de repente se reduz
a um punhado de inúteis fantasias…
… Sou uma procissão só de homens nus…

Olho as mãos, minhas pobres mãos vazias
sem esperas, sem dádivas, sem luz,
que hão semear vagas melancolias
que ninguém vai colher, mas que compus…

Amor, estou cansado, e amargo, e só…
Estou triste mais triste e pobre do que Jó,
– por que tentar um gesto? E para quê?

Dê-me, por Deus, um trago de esperança…
Fale-me, como se fala a uma criança
do amor, do mar, das aves… de você!

( Poema de JG de Araujo Jorge
” O Poder da Flor ” – 1969 )

Leia mais poemas de grandes poetas

Uma resposta

  1. Esse poeta marcou significativamente a minha adolescência.Tive o privilégio de conhecê-lo pessoalmente, e de ser presenteada com um poema feito por ele, especialmente pra mim.Sei de cor a maioria de seus versos…Ninguém jamais falou de amor como ele!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *