flores

flores

nenhum abraço
celebra a nossa morte

e essa lágrima ainda
bem no meio do silêncio
bem no meio da noite

eu deveria mas não faço
poderia mas não passo

lá fora
no escuro
o mundo ainda existe

escrevo em descompasso:
seus presentes me são tristes
e faz frio no espaço

embrulho o estômago
o coração
e a gripe
numa meditação
com relaxante muscular
e sigo com a fome abissal
dos insones sem real
no inferno do inverno

flores
flores

(Publicado pela primeira vez em: 11 de julho de 2012 às 2:28)

11 respostas

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *