Ronaldo Cunha Lima

Ronaldo Cunha Lima – Poema Selecionado

CANSADO DE SOFRER

Cansado de sofrer do mal de amor,
procurei proteger meu coração
e comecei a grande construção
da minha fortaleza interior.

Fiz vigas de concreto contra a dor,
revesti as paredes de razão,
portas, janelas, piso, elevador,
tudo impermeável à emoção.

Como não tem no mundo quem não falhe,
esqueci, entretanto, de um detalhe,
e meu trabalho não ficou completo.

Meu coração, em paz, adormecido,
acordou, de repente, com um ruído:
Era a saudade entrando pelo teto.

( Ronaldo Cunha Lima )

*

Eu amo uma mulher
que não existe.
Mas a vejo sempre,
conversamos muito
e lhe quero bem.
Tem muitas faces,
não sei seu nome
e, se nome tem.
Só sei que quando
eu estou triste,
ela então existe
e de repente vem
confortar-me a alma,
trazer-me calma
e me fazer bem.
E a quem me indaga:
– Que forma vaga
de amar alguém?
Eu nada escondo
e então respondo
como convém:
– É meu coração,
na solidão,
sem ter ninguém.

( Ronaldo Cunha lima )

Saiba mais sobre o autor na Wikipedia

Leia mais poemas de grandes poetas famosos

Publicado por Fabio Rocha

Poeta, Terapeuta Holístico e Administrador de Empresas

11 comentários em “Ronaldo Cunha Lima

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: