Para Sempre – Drummond

Para Sempre

Por que Deus permite
que as mães vão-se embora?
Mãe não tem limite,
é tempo sem hora,
luz que não apaga
quando sopra o vento
e chuva desaba,
veludo escondido
na pele enrugada,
água pura, ar puro,
puro pensamento.

Morrer acontece
com o que é breve e passa
sem deixar vestígio.
Mãe, na sua graça,
é eternidade.
Por que Deus se lembra
– mistério profundo –
de tirá-la um dia?
Fosse eu Rei do Mundo,
baixava uma lei:
Mãe não morre nunca,
mãe ficará sempre
junto de seu filho
e ele, velho embora,
será pequenino
feito grão de milho.

Carlos Drummond de Andrade )

16 respostas

    1. Fábio – muitíssimo grata – pela linda poesia escolhida. Homenagem à minha mãe que partiu para junto de outros seres de luz! Grata pelas demais poesias que embelezam minha vida de agora! Parabéns pelo talento. Continues! Vera

  1. Adorei o Poema e o feito de Drummond, estás de parabéns pela beleza expressa no dia das mães. Aliás, tu que já escrevestes 4239 posts, estás de parabéns também. Não é fácil realizar este feitio neste mundo cruel que vivemos. Abraços. Geovania

    1. adorei o poema lindo, que bom que todo filho tivesse um afeto tal com suas mae, o mundo seria bem mas melhor por que mae so existe uma a que nos deu o folego de vida, parabens que deus te abençoe hoje amanha e sempre …….

  2. eu te amo muito mãe do fundo do meu coração
    mãe

    vivo no mundo da lua, lá é mais facil pensar em vc mãe ……..:)
    teeeeeeeeeee amoooooooooooooooooooooooooooooooo

  3. depois de ler um poema tão lindo assim, não tem como não diser milhares de tiamo para minha mãesinha. teamoooooooooooo muuuuuitooooo mãesinha rosário.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *