Ana Cristina Cesar – Poemas

Ana Cristina Cesar – Poemas Selecionados

Toda Mulher

a coisa que mais o preocupava
naquele momento
era estudo de mulher

toda mulher
dos quinze aos dezoito.

Não sou mais mulher.
Ela quer o sujeito.
Coleciona histórias de amor.

*

Nada, Esta Espuma

Por afrontamento do desejo
insisto na maldade de escrever
mas não sei se a deusa sobe à superfície
ou apenas me castiga com seus uivos.
Da amurada deste barco
quero tanto os seios da sereia.

(Ana Cristina Cesar)

 

Saiba mais sobre a autora na Wikipedia

Leia mais poetas famosos

Publicado por Fabio Rocha

Poeta, Terapeuta Holístico e Administrador de Empresas

6 comentários em “Ana Cristina Cesar – Poemas

  1. Que mulher! Fui ouvir seus poemas. Não a conhecia. O mundo não era digno de Cesar, por isso vieram buscá-la tão cedo os anjos… Obrigada, Fábio, por mais esse presente. Abraços.
    P.S. Usei o face da minha filha. rasgandoabismo.blogspot.com

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: