Dois amantes felizes não têm fim nem morte – Pablo Neruda (com foto)

Dois amantes felizes não têm fim nem morte,
nascem e morrem tanta vez enquanto vivem,
são eternos como é a natureza.

Pablo Neruda )

26 respostas

  1. Grandes Poetas!!!!!
    Falam com o coração…
    Adorei essa edição dos namorados.
    Obrigado!!!!!!!
    Continue postando essas maravilhas…

  2. Parabéns, Fábio!!!E obrigada. Pelo trabalho, por suas lindas criações. Desejo-te lindos e inspiradores dias, sempre…

  3. Desde que descobri este site, de poemas de famosos autores e de Fabio Rocha, fiquei maravilhado, com tão lindos poemas, o que faltava muito para postarmos e divulgarmos para quem gosta de lindos poemas, parabéns e sucesso sempre, grande abraço.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *