João José Cochofel

João José Cochofel – Poema Selecionado

Posse

Lá fora
o sol passava as fronteiras
de horizontes longuínquos,
e dentro do quarto tombava
uma luz vaga…

Deitado
o teu lindo corpo espraiava-se
brando,
num abandono morno
que a luz sem arestas afagava.
Tudo em ti era uma espera
dos teus seios suaves de menina
e do teu sexo em flor.

Minhas mãos escorregaram lentas…
Tu lentamente cedias
e os olhos eram poços fundos e escuros
na noite que descia.

(João José Cochofel)

Saiba mais sobre o autor na Wikipedia

Leia mais poemas de grandes poetas

Uma resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *