João José Cochofel

João José Cochofel – Poema Selecionado

Posse

Lá fora
o sol passava as fronteiras
de horizontes longuínquos,
e dentro do quarto tombava
uma luz vaga…

Deitado
o teu lindo corpo espraiava-se
brando,
num abandono morno
que a luz sem arestas afagava.
Tudo em ti era uma espera
dos teus seios suaves de menina
e do teu sexo em flor.

Minhas mãos escorregaram lentas…
Tu lentamente cedias
e os olhos eram poços fundos e escuros
na noite que descia.

(João José Cochofel)

Saiba mais sobre o autor na Wikipedia

Leia mais poemas de grandes poetas

Publicado por Fabio Rocha

Poeta, Terapeuta Holístico e Administrador de Empresas

Um comentário em “João José Cochofel

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: