Poetas Brasileiros

Seleção de grandes poemas de grandes poetas brasileiros:

Aquarela do Brasil
Ary Barroso (1939)

Brasil
Meu Brasil brasileiro
Meu mulato inzoneiro
Vou cantar-te nos meus versos
Ô Brasil, samba que dá
Bamboleio, que faz gingá
Ô Brasil do meu amor
Terra de Nosso Senhor
Brasil! Brasil!
Prá mim… prá mim…

Ô, abre a cortina do passado
Tira a Mãe Preta do serrado
Bota o Rei Congo no congado
Brasil! Brasil!
Deixa cantar de novo o trovador
À merencória luz da lua
Toda canção do meu amor
Quero ver a “Sá Dona” caminhando
Pelos salões arrastando
O seu vestido rendado
Brasil! Brasil!
Prá mim… prá mim…

Brasil
terra boa e gostosa
Da morena sestrosa
De olhar indiscreto
Ô Brasil, verde que dá
Para o mundo se admirá
Ô Brasil do meu amor
Terra de Nosso Senhor
Brasil! Brasil!
Prá mim… prá mim…

Ô, esse coqueiro que dá côco
Oi, onde amarro a minha rêde
Nas noites claras de luar
Brasil! Brasil!
Ah, ouve essas fontes murmurantes
Aonde eu mato a minha sede
E onde a lua vem brincá
Ah, este Brasil lindo e trigueiro
É o meu Brasil brasileiro
Terra de samba e pandeiro
Brasil! Brasil!
Prá mim… prá mim…

Leia outros poemas de poetas famosos (brasileiros ou não)

(Seleção de autores de Fabio Rocha)

30 respostas

  1. Fábio, A poesia é a essência da alma, o elo entre o homem e a pureza da existência.
    Ser poeta é ser como o mentor da beleza, é transportar os mais belos sentimentos
    em forma de rimas.

    Um abraço do amigo

  2. Fabio, nosso país está se distânciando mais e mais do desenvolvimento cultural, que é realmente o que traz o desenvolvimento sustentável da "Nação".
    Portanto meu amigo, siga este caminho que estás trilhando porque necessitamos de pessoas com este empenho e dedicação.
    Um grande abraço.
    Abraão Leite Sampaio

  3. Diante de uma sociedade cada vez mais embrutecida, que simplesmente vira as costas para suas crianças, cada vez obrigando-os a “crescer”, o mais rápido possível; faz-se necessário insistir no lúdico, no calor de poemas que nos calem à alma. É preciso disseminar a poesia em toda a sua forma e beleza, acalentar os corações e as mentes. Estender a “mão” do efêmero para que possamos caminhar através da frieza das formas concretas, pintar os tons de cinza com cores vivas e vibrantes, suavizar a aspereza de almas inconformes levando-nos a um passeio pelas palavras que saltam das folhas de papel…

  4. as poesias sao maravilhosas…..kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk eu adooooooooooooooooooooorroooo…..

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *