Vôo 7457

o rosto do chileno
é inóspito como a cordilheira
antigo
cansado

rios sangram o país privatizado
cobre e neve derretida
monumentos a batalhas perdidas

cada sorriso é educado em Santiago
com fins comerciais

mas há Viña del Mar
beijando o oceano de Neruda gelado
e mi amor e las chicas uniformizadas
(paraíso ao lado de Valparaíso)
onde me gustaria morir feliz
em pecado

5 respostas

  1. Um poema como eu gosto. Sucinto, crítico e lírico. E misturando las lenguajes, como me gusta, también.Tudo ao mesmo tempo. Que a viagem te traga mais momentos que vertam em poesia.

    Abs.
    Ricardo Mainieri

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *