Dica de livro que parece bom: “Ensaios de Amor”

"Suspenso entre a inocência e a conspiração, cada gesto de Chloe havia ficado imbuído de uma significação enlouquecedora. Será que eu estava certo em detectar traços de flerte nos finais de suas frases e nos cantos de seus sorrisos, ou aquilo era só meu próprio desejo projetado na face da inocência?"


Alain de Botton voltou. E romântico. 🙂

"O desejo havia me transformado em um caçador implacável em busca de pistas, paranoico romântico, lendo significados em tudo. Mesmo assim, fosse qual fosse minha impaciência com os rituais da sedução, eu estava consciente de que o mistério dava a Chloe um encanto especial."


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *