SÓ DEZ PORCENTO É MENTIRA

“me procurei a vida inteira e não me encontrei / pelo que fui salvo” (Manoel de Barros)

esse poema não tem tempo
nem desherói
mas a vida é mais que isso

isso

comprar meu ócio
pra ser vagabundo profissional
que nem Manoel

olhar a estrada torta
das pessoas mais perdidas
é olhar poentes de sangue no simples
no chão
(tendo a asa do caramujo)

esse poema acende de um filme
brilha vermelho-poça
nele morri mais de 17 vezes tentando
e sigo respirando azul-escombro
enquanto a criança alimenta de laranja o sabiá

a criança mesma
cá dentro
possível de transver o mundo

pois as coisas ainda querem ser vistas por cores
o mundo quer ser aumentado pela invenção

os jornais servem pra encurtar fatos
padres são demasiado sérios pra brincar de Palavra
e das escolas, só vejo graça nas janelas

mais fértil
é um aparelho de ser inútil
ou uma árvore

exempleio uma notícia que não deu:
a menina riu pro avô – borboleta é uma cor
que avoa

5 respostas

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *