NOTURNO POEMA PRONTO

a casa dos avós sendo tragada pela terra
terra em movimento e revolução
os avós fora de seu tempo
mães que mandam matar filhos
os avós fora de seu tempo
perdidos

talvez seja hora de construir
se a noite acabar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *