INSPIRADO EM HILDA HILST NÚMERO 2

dentro de minha voz mais pura 

trago um perder-te nos campos de trigo 
mesmo assim te canto e vento 
fogo fogo fogo 
mãos crispadas de quereres pássaros 
vidros arranhados brilham espelhos no peito 

Uma resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *