RESTE IN PEACE (AUTO-ORAÇÃO CHEIRANDO COLA DEPOIS DO ALMOÇO)

beiro as bordas
de um novo indizível
que desplanejo em preto branco e cinza de fênix
pois se eu planejar em um querer formatado
perdi

perdi o agora
essa cola insolúvel sem solução
não
perdi tudo

por falar em cores
não dá pra descrever as cores
da câmera lenta que ganha tudo
dos melhores momentos possíveis:
ela
do lado

claro

nada

embora agora reste o cheiro de cola
da estante
dos livros vindouros
de tudo que falta sempre arrumar
de tudo futuro
tudo que virá
ou não

deixa pra lá

embora reste

reste in peace

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *