MUDE!

26379 flamboyant01 727328

almocei com o imprevisível

fui passear no caminho mesmo e novo
impassível caminho
minha árvore se retorcendo em beleza no mesmo tronco
presentes infindos no presente
(olhos impossíveis desistindo aos pares da impossibilidade)
ventou no meu sorriso
e vi quão belo pode ser o verde
quando os flamboiãs de veludo acenaram
tão discretamente que o meu querer nem quis

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *