REINÍCIOS

501ad stormsea 754460

de onde sairá 

o poema de hoje? 
tempestade 
escombros de casas 
para abrir estradas 
estrume no sapato 
estrondos num céu laranja 
madrugada de bombas 
(a voz de deus) 
dois pés atrás 
pingam letras 
do guarda-chuva 
anoto gotas 
roupas rotas 
 
o ônibus ainda 
chora ela lentamente 
pela janela 
gente demais 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *