ME RELENDO: NÃO TEM JEITO

é como se minha poesia desse voltas pelo nada
ou falasse do tempo
até uma mulher inteira
acelerar inteiramente meu peito

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *