CISNE NEGRO NÚMERO 2

quero nem saber
como deveria ser
como deveríamos ser…

pois alcanço o sagrado é assim
com sua mão como que tocando a minha
meu peito derretendo batendo socando
a poesia decolando
e sangue pra todo lado

assim sou
o que sou:
poeta

(se fosse um filme
correríamos na praia
e faríamos sol)

[youtube https://www.youtube.com/watch?v=CsvtIzebNcw&w=640&h=390]

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *