NÃO!

ninguém merece o poema navalha
bomba-relógio pré-publicável
isso não é uma guerra
a vida não pode ser tão pesada

– apago, pela primeira vez, minha mortalha!

Uma resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *