DO NÃO VOLTAR

no tempo em que eu falava de cnidoblastos 

e vivia na armadura 
a duração do nada era vasta 
a pasta de dentes e detalhes da face era dura 
a vida era um assobio distante 
mas a decepção era mais pura: 
sem salto, sem sobressalto 
(bendita ranhura) 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *