COM UM SOPRO DE IMPOSSÍVEL

quão raros os encontros 

da literalidade da imaginação 
com os sonhos da razão 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *