LONGEPERTO

acordo com sua rosa branca nas mãos estupefatas
leio em cada pétala um brilho, um deus e um renascer
todo eu indubitavelmente vermelho

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *