NÃO NOS AFASTEMOS

no muro
avisos de futuro
no fatigado
águas do passado

o ônibus anda
sem sair do presente

4 respostas

  1. “pixei” nossos nomes no muro
    apaguei com pano e lágrimas
    mensagens estranhas no meu celular, remontam a números que ainda não existem…
    fatiada em razão, emoção e lógica, me sinto anestesiada
    uma onda de magia prenuncia o fim dos tempos e me faz companhia…

    corro atrás das borboletas que estão paradas esperando os beija-flores
    perdi o ponto, o tempo e quem sabe mais o que…
    nesse desepero em que me encontro, só me resta esperar quem crê!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *