se ao menos conseguisse

tirar o sagrado
do imaginário ser amado…
sacralizar meu amar não apontado

2 respostas

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *