ABRAÇO

8afb4 fernando2bpessoa 735974

A vida

(far away from here)

premia instantânea

como ao cão de Pavlov.

 

A vida é uma piada…

 

Na margem áspera

do rio raivoso

cortante

ribeiro a beira das infinitas possibilidades

(teia que me tece)

fita o céu da algibeira molhada

fitas nos cabelos curtos sem fita

mas com perfume

veio ter comigo…

 

Torpor de encontro.

Sentir tudo de todas as maneiras…

 

A roupa estendida

no andar

mais alto

andar

tão alto

que já voa…

 

(Ama as tuas rosas…)

 

Da montanha ao monte

pós remoendo nas portas

das casas abandonadas…

 

Caminhais em mim

tristeza bem no meio

da euforia concomitante…

 

Pessoa,

a noite lenta

virá

(que venha)

a dor que deveras sente

(sou lúcido!)

 

Não.

Tudo menos ter razão!

Os Deuses são Deuses porque não se pensam!

 

Na margem áspera

o mais suave, liso e secreto

ermo e absurdo

baile verde.

2 respostas

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *