LUTO!

resta então isso, vazio

um pouco
de pó
de sombra
de asco
de pus

e a vontade incomensurável e simples
de me reerguer da poça vermelha
na direção da próxima luz

(Sigo a atacar desprotegendo o coração.) 🙂

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *