DAS HORAS

tem uma hora serena
em que você cansa do abismo intransponível
e começa a amar o possível

3 respostas

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *