NÃO ME SEI SEM REDE

A regra é clara:
quem convive perto
não me lê de certo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *