MENTE COM LEMBRANÇAS

Quando a palavra espreguiça
debaixo do meu jardim
(ou nas terras vermelhas de Campos)
cavo, cavo, cavo, recavo
depois cavo mais fundo
até a mão boba tocar
num orgasmo
o frio do brilho eterno
no centro do centro do mundo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *