O SONHO

a31

mar fundo
eu na água rasa
um navio encalha
e não afunda
graças à âncora
presa na montanha ilha
sólida rocha

mas navios naufragados devem naufragar…
(afago arfante cortando a calma da noite, quase acordando)

mar alto
outro navio vem ajudar
a afundar
corta a âncora
com outra âncora
e submerge silenciosa a nave antiga
a baleia de metal
devagar
escura
escorre azul
morre

mar isto
eu no raso
sem esperar horizontes
eu só medo do som da batida
e de tudo quanto pode me alcançar
quando ela tocar o fundo

7 respostas

  1. Obrigado, meu amigo Luiz. Coincidentemente hoje, depois desse sonho estranho, fiquei tentando ver um filme de 3 horas do David Lynch, "Império dos Sonhos", incompreensível, inútil, nada minimamente decifrável. Abraços

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *