PEDIDO FORMAL

Meu querido deus inexistente, por favor, um pouco de cor neste final de semana? As pessoas com quem fui feliz, os lugares onde fui feliz, não mais há. Eu sei agora é da impossibilidade de dormir em ônibus. Eu sei agora é do não poder fazer Yoga, do não poder caminhar ou ver o mar. Eu sei agora é de dormir mal, dormir com nariz entupido e dormir suando com ou sem ar condicionado, acordando às 4 da manhã para fazer um poema em prosa sem sentido. Prece? Eu sei agora é de nem lembrar qual foi o último filme que vi (e eu via mais de um por dia). Eu sei agora é que nada sei sem cor. É tarde e está cinza. E algo que me diz que ela está próxima. E algo que me diz que ela é a cor. Ela é a minha vontade de crer. Sentido. Precisa haver sentido… Aviso a quem interessar possa que em muito breve voltarei a ser econômico.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *