ENTENDO

Entendo os homens que vão pra guerra. Sonhei com o prédio número 7, anterior à casa de minha infância. Elevador mágico de portas abertas. Uma velhinha bondosa no décimo-segundo andar que nem era médica me recebendo e indicando remédios para a tontura minha querida. Depois disso, teleporte e era um apartamento meu, um Playstation 3 meu, mas a amiga era dela, e, logo ao lado, calada, ela. Como se fosse o mais natural do mundo, ela e seu silêncio gordo (até em sonho!). Como se houvesse algo resolvido, como se o jogo importasse algo em comparação àquele silêncio. Quanto tempo pode levar para isso ir, meus eus? 6 meses, 1 ano, 10 anos, toda a maldita vida? Será que parar de dormir ajuda? Preciso de uma paixão, de drogas opiáceas, enchar os cornos de cana, escalar o Everest… Um emprego que acabe com seu tempo ou um quase amor sereno não basta. Entendo os homens que vão pra guerra.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *