TÁ, MAS

Por que
escrevo tantos poemas
nos piores dias?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *