SOLENE (OU DA AUSÊNCIA DE MOBY DICK)

Minha poesia quer explodir
não sei bem a causa
a calça
o tamanho
a direção.

Não sei
mal a faca
o arpão
as compras
o gume
o lugar
a espada
o legume…

(Mas
é lindo
meu sozinho
navio.)

Minha poesia quer explodir
e não chega a lugar nenhum.

4 respostas

  1. Um poema certeiro. Lembrou-me versos do Ildásio Tavares: "revolução não faz-se com poesia. O beijo inebriante da Utopia afirma. Mas a realidade nega…"Saudações,mR.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *